Imágenes de páginas
PDF
EPUB

1

DISCURSO PRELIMINAR.

Sómente haverá desculpa, para se imprimir qualquer obra escripta sem elegancia, quando a importancia do assumpto por si a recommenda, e faz esquecer a pouca habilidade do author. Porém a pretensão de estampar um conto, um romance, novella, ou couza debaixo de tal nome, em tempo, em que similhante genero

de litteratura chegou ao auge da sua perfeição, parece na verdade presumpção, que nunca jamais poderá allegar defesa. Não imagine o nosso leitor que nós não tenhámos pezado com toda a devida circumspecção o perigo de escrever em

uma lingua, cujos nacionaes são de todos os povos civilizados, talvez aquelles aonde a satyra é o mais saboroso passa tempo, o sarcasmo um dos mais aguçados talentos, e a emulação ordinariamente levada a um auge descomedido; não escapando mesmo aquelles, que apenas pódem aspirar a um ephemero louvor, e cujas pretensoens, por moderadas, os deverião pôr a coberto de toda a qualidade de invectiva. Qual deva ser o devêr daquelles, que escrevem obras de imaginação, já o decidiu um dos mayores criticos dos tempos modernos

Busca prazentear, mas não se corre,

Se deixa d'alcançar.*

Quando nos animamos a publicar este montão de puerilidades, contamos por

* Studious to please, yet not ashamed to fail.

JOHNSON'S Prologue to Irene.

certo com o castigo de tal temeridade; porém achamos ao mesmo tempo, que a vergonha da derrota desta ouzadia, se ia confundir com o sem numero de padecentes já garrotados nos cadafalsos da critica. Muito se tem dito contra romances, e contos de amores. O abuso, que delles se tem feito, para offender a moral, não é argumento, que destrua a utilidade, que tambem delles tem tirado os bons costumes. Todo o extremo é vicioso. E' certo porem, que a leitura das 0bras compostas com o intuito de diffundir nos animos o espirito de generosidade, traz comsigo os melhores resultados, para a policia, e civilização; adoçando os costumes, incitando a sympathia, pondo diante dos olhos as funestas consequencias de crimes, de actos temerarios, e de imprudencias. Procurando descobrir a causa, porque entre os costumes dos Francezes, e dos Inglezes, assim como dos Alemaens, se observa certa ley, que sujeita as vinganças nesses povos, a serem temperadas pelas regras de tal, ou qual codigo de cavallaria, por certo se póde attribuir isto à muita familiaridade, em que está entre elles, a lição de romances. E' sem duvida ao resultado da ampla circulação de escriptos, aonde domina o espirito de cavallaria, que se deve a polidez, a boa fé, a justa emulação, o amôr da justiça, e da verdade. Podemos sem receyo enumerar entre os resultados destes principios, aquelle fair play, * tantas vezes invocado,

* Jogo lizo. A' cara descoberta. Franco e ingenuo procedimento. Sem refolhos. A' peito déscoberto. Com lizura. A' vista destes significados, o leitor portuguez, que não tiver conhecimento da lingua ingleza, facilmente conhecerá o sentido.

« AnteriorContinuar »